Primeira Mostra de Ilustração e Quadrinhos

terça-feira, 30 \30\UTC junho \30\UTC 2009

Sábado estive no Quality Shopping, na Freguesia de Jacarepaguá para conferir a Primeira Mostra de Ilustração e Quadrinhos. Era minha terceira tentativa, mas acabei conseguindo! Na primeira vez eu burramente apareci um dia antes do início da exposição. Na segunda vez, um domingo, eu displicentemente não me liguei que o Quality não abre as domingos.

Não fiquei muito tempo pois já havia combinado de comparecer ao Open House do meu amigo Rocha Branca e o horário ficou apertado. Mas mesmo assim valeu a pena. Fui acompanhado de minha querida esposa e pude conferir os trabalhos da Clara Gomes, Fernando Romeiro, Jeff Hunter e Sami Souza.

Clara é autora dos Bichinhos de Jardim, uma tirinha muito legal da qual já falei em outro post. Fernando é o homem das caricaturas. Tive a oportunidade de me impressionar com uma do Paulo Autran e outra do Martinho da Vila. Visitando o site dele descobri que a Accenture, empresa em que trabalhei há alguns anos, o contratou para desenhar caricaturas dos sócios. Lembro de ter visto essa caricatura estampada em camisetas. Jeff Hunter expôs um estilo mais comics. No site dele tem uma ilustração do Homem-Aranha 2099. Achava que só eu lembrava desse herói :-). O Sami levou um conceito muito bem bolado: uma história de cangaceiros terroristas só que misturando elementos de tecnologia e de cultura japonesa. Muito bem bolado mesmo.

A primeira artista com quem falei foi a Clara pois era a única que eu “conhecia” (de email e comentário em post, ok, mas tá valendo). Ela é uma simpatia e presenteou a mim e à minha esposa com dois buttons dos Bichinhos: a Carla ficou com um do Meleca e eu com um da minha heroína Maria Joaninha Cascudo! O restante do pessoal que estava lá também foi muito bacana e nos recebeu muito bem. Quisera eu ter ficado um pouquinho mais.

Todas as fotos do evento podem ser conferidas aqui.

Amor, eu, Clara Gomes, Fábio e David

Amor, eu, Clara Gomes, Fábio e David

Jeff Hunter, Clara Gomes, Sami Souza e Fernando Romeiro

Jeff Hunter, Clara Gomes, Sami Souza e Fernando Romeiro

Anúncios

Mutts, os vira-latas

quarta-feira, 24 \24\UTC junho \24\UTC 2009

Junho e julho são dois meses de muitas comemorações na minha vida. Dia dos Namorados, Aniversário de Namoro (mesmo já estando casado), Aniversário da esposa e Aniversário da filha. Pena que eu só receba presente em duas dessas comemorações.

Um dos presentes que ganhei da minha mulher foi o primeiro livro das tirinhas de “Mutts, os Vira-Latas”, lançado pela Devir. Criada em 1994 por Patrick McDonnel, a tirinha tem como personagens principais o cãozinho Duque e o gatinho Chuchu (Earl e Mooch, no original). Mutts é publicada em mais de 700 jornais em 20 países, atingindo diariamente 180 milhões de pessoas.

Como todo bom cachorro, o Jack Russel terrier Duque adora estar junto e passear com seu dono, o solteirão Ozzie (que não lembra em nada o famoso roqueiro) e uiva de tristeza quando este se ausenta de casa. O gato Chuchu, por sua vez, não é tão meloso com os donos, o casal de idosos Millie e Frank, e adora quando fica sozinho pois fica com a casa inteira só para ele. Chuchu tem ceceio, o que o faz pronunciar as palavras de modo chiado (“xim”, para “sim”, por exemplo, apesar de no livro a grafia ser com “sh”, como em “shim”).

Mutts já ganhou vários prêmios dentro e fora dos Estados Unidos. Sua longevidade junto com o reconhecimento de que desfruta, torna ainda mais impressionante o fato de nenhum jornal no Brasil publicá-la.

O livro da Devir é prefaciado por ninguém menos que Charles Schulz (alguém já ouviu falar de Snoopy?), que descreve Mutts como uma das melhores tiras de quadrinhos de todos os tempos. Segundo Schulz, “é difícil de acreditar que, depois de 100 anos de quadrinhos, Patrick seria capaz de inventar um novo cachorrinho perfeito”.

Além de escrever Mutts, Patrick McDonnel também é autor de livros infantis e ativista dos direitos dos animais, principalmente campanhas pela adoção de animais de depósitos públicos. Inclusive, uma das histórias recorrentes nas tiras chama-se exatamente “Animal Shelter” (Abrigo Animal), que conta com a participação de um cãozinho que mora em um desses abrigos, e espera pelo dia em que será adotado por uma família que o ame. Ou seja, o cara é gente boa! 🙂

O grande barato de Mutts é mesmo a inocência dos dois personagens principais. É uma leitura leve, que deixa um “gosto” bom na cabeça, que nem Macanudo e Bichinhos de Jardim. No meu caso a identificação é mais forte ainda pois tenho uma gatinha e uma cachorrinha em casa. Ao contrário de Duque e Chuchu, porém, elas não são amigas. Na verdade, a cachorra é louca para ser amiga da gata, mas a gata não quer muito papo (será porque a cachorra está sempre tentando cheirar seu traseiro? :-)).

Mas, claro, nem tudo são rosas. Este é somente o primeiro volume de 25 já lançados, de acordo com a Wikipedia! Meu bolso que se prepare pois agora eu viciei!

Uma pequena amostra do humor de Mutts

Uma pequena amostra do humor de Mutts


Bichinhos de Jardim

segunda-feira, 4 \04\UTC maio \04\UTC 2009

Pessoal, um blog que vale a pena conhecer. Bichinhos de Jardim é uma muito bem bolada criação da Clara Gomes, designer gráfica formada pela UFRJ. É impossível ler as tirinhas dos Bichinhos sem ao menos esboçar um sorriso. Além de extremamente divertidas elas ainda trazem um humor ácido que aprecio bastante (acidez essa quase sempre proporcionada pela minha favorita, a Joaninha).

Os Bichinhos são publicados na Tribuna de Petrópolis (cidade-natal da Clara) desde 2001 e na internet desde 2006.

bichinhos-de-jardim


Crock e os Legionários

sábado, 14 \14\UTC fevereiro \14\UTC 2009

crock
Muito boa!

As tirinhas do Crock eram publicadas no jornal O Globo nas décadas de 80 e 90. O tema era a Legião Estrangeira, unidade militar da França cuja função era defender e expandir o império colonial francês. O comandante da legião na tirinha, Crock, era o verdadeiro “malvadão”. Vivia com os demais soldados em um forte no meio do deserto, mas mantinha para si uma série de regalias (como boa comida, por exemplo) e impunha vários castigos, muitas vezes injustos, aos subordinados.

Encontrei vários scans dessa tirinha, e de outras, no site de um dentista! O site tem uma seção chamada “Odontologia em Cartoon”, com várias tirinhas relacionadas ao cuidado com os dentes. Vale a pena dar uma olhada. http://www.mauroalthoff.com/paginas/cartoon.htm